Icon Icon

As mais absurdas conspirações das Copas.

O Brasil vendeu a Copa de 98 pelo direito de sediar a Copa nesse ano?
Não faltam histórias de roubalheiras em Copas do Mundo.
E você, acha que tem roubo?
Conheça as 10 maiores armações em Copas:



Não é de hoje que os eventos esportivos são alvo de boatos um tanto maliciosos sobre conspirações, chantagens e subornos. As Copas do Mundo, como a maior realização do futebol internacional, por sua vez, não poderia ficar longe desse tipo de coisa.
Aliás, as histórias que giram em torno desse assunto envolvendo o mundial são sempre muito bem elaboradas e fáceis de soar como verdadeiras. Se são mentiras bem arquitetadas, no entanto, não há como ter certeza. O fato é que muitas delas contém detalhes dignos de deixar uma enorme “pulga atrás da orelha”.
sorteio
Mas se você está aí duvidando e achando que o Macaco Velho está “inventando moda”, não se preocupe: a gente não faz acusações vazias. Para mostrar o quão convincentes são essas histórias de conspirações, separamos as mais famosas nesse post de hoje.
Confira as mais absurdas conspirações das Copas do Mundo:

  • 1. DOPING DE MARADONA
Não que o ex-jogador seja a fonte mais confiável do mundo, mas quando foi pego no teste com efedrina no organismo, na Copa de 1994, Maradona virou uma fera. Alegou que estava sendo perseguido pela Fifa, o que – de certa forma -, bem que convenceu os argentinos. Além disso, o ex-jogador disse, na época, que havia um acordo que permitia a El Pibe jogar dopada, a fim de promover o futebol nos Estados Unidos.

  • 2. CONFUSÃO BRASIL-FRANÇA
Há quem diga que as convulsões de Ronaldo, antes da final contra a França, não passou de uma conspiração “daquelas”! O motivo, segundo comentam, foi de que os brasileiros teriam trocado o título pelo direito de sediar a Copa.

  • 3. QUANDO OS ALEMÃES CORRERAM
Dizem que, em 1974, a Alemanha Ocidental (o país ainda estava dividido) entregou o jogo de bandeja contra à Alemanha Oriental, mesmo estando classificada para a segunda fase do mundial. Tudo isso teria sido para fugir do duelo contra Holanda, Argentina e Brasil e ficar ao lado da Suécia, Iugoslávia e Polônia.

  • 4. A CAÇA AO PUSKAS
No mundial de 1954, os alemães não entenderam quando Sepp Herberger escalou um time misto para enfrentar a temida Hungria e perdeu de forma arrasadora por 8 a 3. O mais importante serviço foi feito pelo marcador Horst Eckel, que caçou e tirou Puskas da partida. De fora dos jogos seguintes, o jogador húngaro só retornou na final e pouco fez na vitória germânica por 3 a 2. Muita gente acha que isso foi um plano mirabolante de Herberger.

  • 5. VITÓRIA OU MORTE
Dizem que o ditador Benito Mussolini teve bastante influência na Copa de 1934. Entre as histórias mais famosas desse período está a do bilhete, escrito pelo próprio ditador aos jogadores italianos, que dizia “vitória ou morte”. Há suspeitas de que até as arbitragens estavam à favor da Itália em partidas contra Áustria e Tchecoslováquia, uma vez que Mussolini teria escolhido vários juízes do Mundial. Outro episódio famosos dessa Copa são as supostas ameaças ao argentino Monti, seguidas de um “convite”, aceito por ele, para se naturalizar italiano e jogar à favor da seleção quatro anos depois.

  • 6. O FAMOSO ESQUEMA EUROPEU
As teorias geralmente colocam o país anfitrião como o beneficiado e isso não é diferente com relação à Copa de 1966. Essa, aliás, é considerada uma das Copas mais polêmicas da história devido ao gol que deu o título aos ingleses. Dizem que, nas quartas de final, um árbitro alemão apitou Inglaterra x Argentina, enquanto um inglês apitou Alemanha Ocidental x Uruguai. Segundo os boatos, tudo foi um acordo, já que os dois países avançaram para as semifinais com arbitragens polêmicas.

  • 7. AS FÉRIAS DO ÁRBITRO
Nas oitavas da Copa de 2002, a Itália foi prejudicada pela arbitragem, que supostamente favoreceu a Coreia do Sul, que sediava o evento. A história contada sobre esse caso é que o equatoriano Byron Moreno expulsou Totti e anulou o gol legal de Tommasi. Em pagamento, o árbitro teria passado férias em Miami com tudo pago. Nas quartas, a Coreia também ganhou com a ajuda da arbitragem de Gamal Ghandour.

  • 8. O EPISÓDIO DE GARRINCHA
A história que tinha ares de lenda, conta que Garrincha foi expulso e o bandeirinha uruguaio Esteban Marino não “compareceu” ao julgamento. O brasileiro, então, acabou jogando na decisão.

  • 9. DOPADO PELOS “HERMANOS”
Contam por ai que no confronto Brasil e Argentina, em 1990, o lateral Branco bebeu água oferecida pelos argentinos e ficou sonolento. Não se sabe exatamente a substância, mas algo foi preparado pelos “hermanos” para sabotar o Brasil, que fez grande partida e deu adeus à Copa graças ao gol de Cannigia.

  • 10. PERU + ARGENTINA CONTRA O BRASIL
Na Copa de 1978, o Brasil foi eliminado graças a uma goleada que a Argentina aplicou sobre o Peru: 6 a 0. Mas há quem diga que os peruanos não ofereceram qualquer tipo de resistência aos argentinos. Cláudio Coutinho chegou a dizer que a seleção era a “campeã moral”.

  • 11. O SORTEIO DA COPA DE 2014
Para você, que achou lindo o Brasil ter sido escolhido para sediar essa Copa, um golpe da verdade! Um vídeo publicado no Youtube, em 6 de dezembro de 2013, fez sucesso ao denunciar uma suposta fraude no sorteio desse mundial. Com mais de 5 milhões de visualizações, a gravação levou o secretário-geral da FIFA, Jérôme Valcke, a ser acusado de manipular o sorteio, uma vez que nas imagens, ele abre a bolinha sorteada em frente às câmeras, mas abre o papel atrás da mesa. Seria nesse momento que os resultados teriam sido alterados.
E aí, as Copas do Mundo foram garfadas?

0 comentários: